Por que existe o mal ?

POR QUE EXISTE O MAL

Observando o cenário mundial, nota-se a humanidade mergulhada em um processo de contínuo sofrimento. Há fome e guerras em diversas regiões do planeta afligindo massas populacionais. Vez por outra, catástrofes naturais tiram a vida de milhares de pessoas. O próprio homem aflige seu semelhante nas relações interpessoais. Vem-nos, então a pergunta: “sendo Deus bom, e tendo feito todas as coisas boas, de onde vem o mal?”.

Essa questão foi levantada pelo pensador cristão Santo Agostinho, em sua obra Confissões, dentro do contexto da análise sobre o problema do mal no gênero humano. É uma das mais complexas para a Teologia. Em suas análises e reflexões, o Bispo de Hipona escreveu: “procurei o que era a maldade e não encontrei uma substância, mas sim uma perversão da vontade desviada da substância suprema – de Vós, ó Deus – e tendendo para as coisas baixas …” [1].

O que aquele grande estudioso estava falando era que Deus não criou o mal, mas ele veio a existir por um desvio da vontade humana. De acordo com a narrativa do Gênesis, o homem foi criado à imagem e semelhança de Deus. E um aspecto dessa semelhança do homem com o Criador é a liberdade para tomar decisões. O mau uso dela trouxe para a humanidade toda sorte de mal e sofrimento. O homem tornou-se mau.

Criado puro e bom, o ser humano vivia junto a Deus, observando suas orientações até um dia em que ele decidiu agir contrário à palavra divina. Aquele ato não se constituiu apenas simples desobediência, mas havia nele um desejo por uma vida autônoma em relação ao Criador (Gênesis2.16,17;3.1-6). Então, o homem se separou de Deus, afastou-se da fonte que lhe nutria vida e mergulhou em uma nova condição de existência, marcada por dor sofrimento e morte [2].

Essa é a razão, segundo Agostinho, da humanidade encontrar-se imersa em angústia e aflição. Cabe, então, a pergunta: por que Deus não põe um fim ao mal e muda essa situação? Isso Ele já fez ao entrar no mundo, na pessoa do Filho, abrindo, por meio de sua morte e ressurreição, o caminho que leva o homem à sua condição original. Para Ele já está tudo resolvido, pois não está preso ao tempo como o ser humano. O homem, contudo, tem que fazer novamente uso de sua liberdade e decidir se toma, ou não, esse caminho aberto por Deus. A profecia bíblica termina com Deus dizendo: “estou fazendo novas todas as coisas!”, isto é, uma nova ordem mundial, onde não há dor, pranto, sofrimento e morte. (Apocalipse21.1-7).

Antônio Maia – M. Div.

Direitos autorais reservados

[1] AGOSTINHO, Santo. Confissões. Ed. Vozes. Petrópoles-RJ, 2011, p. 157.

[2] MAIA, Antônio. O Homem em Busca de Si- Reflexões sobre a Condição Humana na Parábola do Filho Pródigo. Amazon. 2017.

Nossos livros na amazon.com.br

Livros

2 respostas para “Por que existe o mal ?”

  1. Gostei do texto, mas acho que é um pouco sintético quando se refere a questão da desobediência do homem e não enfatiza a questão do mal que permeia a humanidade. Acho que é importante deixar claro que este ato de desobediência do homem se chama pecado, e isto fez com que toda a raça humana fosse arruinada e condenada a separação eterna da presença de Deus. Mas a obra redentora de Cristo colocou um fim ao pecado na cruz.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s